Buscar
  • fredericopereira191

As 10 ações que valem menos que o valor patrimonial no mercado e você deve analisar pra investir


Ben Graham: o fundador do "value investing", a filosofia de comprar ações muito baratas

Um dos desafios do investidor de ações é comprar ações de empresas a preços baixos, mais do que isso, comprar ações das empresas subvalorizadas que tenham boas perspectivas de melhorarem no futuro.


Um dos filtros que podem ser utilizados para atingir esse objetivo é estabelecer um filtro de comprar ações que estejam negociando por um preço menor do que o valor patrimonial, ou seja, por menos do que a empresa tem em patrimônio.


Com o objetivo de ajudar os novos investidores a procurar por esse tipo de empresa, reuni nesse texto algumas das empresas que negociam nessa situação atualmente, selecionando empresas que pelo meu entendimento tem boas perspectivas de se valorizarem. Aproveite!

Imagem do livro



1 – Eletrobras (ELET6)


A principal estatal de energia elétrica dispensa apresentações, apesar de você poder (e talvez dever) questionar qual o verdadeiro valor patrimonial da empresa.


Pela cotação de mercado da empresa hoje, ela negocia a 0,89 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 89% do valor do que entende-se ser seu valor patrimonial.


Coloquei ela na lista porque a equipe do governo mudou muito e mudou para melhor. A visão do novo governo é muito mais positiva, liberal, de mercado; eles já começaram a melhor toda a estrutura das empresas e devem continuar esse processo nos próximos anos, fazendo com que esse cenário positivo se reflita para as estatais.


Então acredito que a empresa deva vir a negociar a preços melhores à medida que o governo avance na sua agenda microeconômica para o setor de energia.


Gráfico diário de ELET6 já trabalhando em tendência de alta, deve fazer topo e seguir a tendência.

2 – Gerdau (GGBR4)


Outra empresa que dispensa apresentações, principalmente com quem já construiu uma casa ou tem algum contato com o setor de construções.


Pela cotação atual a Gerdau negocia a 0,84 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 84% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


A empresa é um colosso que passa por dificuldade operacionais por conta do tamanho, por conta do envolvimento do controlador com o governo do PT e pela severa crise econômica do país. Mas o posicionamento invejável da empresa em todo a América, faz com que eu a inclua nessa lista.


Então acredito que em algum momento no futuro esse preço da ação deve subir e refletir a lucratividade e o tamanho da empresa no mercado.


Gráfico diário de GGBR4, dá pra ver a linha de tendência de baixa bem clara, mas também dá pra ver o suporte enorme, dois pontos de compra válidos.

3 – Usiminas (USIM5)


A Usiminas é uma das maiores siderúrgicas do país, com várias décadas de mercado. É outra empresa que sofreu muito com a severa crise pela qual o país passou e, na verdade, ainda está tentando sair.


Pela cotação atual a Usiminas negocia a 0,84 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 84% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


O mercado da Usiminas é concentrado no Brasil, ao contrário da GGBR, o que fez com que ela sofresse ainda mais com a crise da qual estamos tentando sair. Mas ela deve se beneficiar fortemente de uma retomada do consumo no país, o que não deve tardar a acontecer. Por isso acredito que esse preço deve se valorizar nos próximos anos.


Gráfico diário de USIM5: parece demais com GGBR4, situações semelhantes nos fundamentos também.

4 – Copel (CPLE6)


A Companhia Paranaense de Energia é a empresa do Governo do Estado do Paraná que atua na transmissão e distribuição de energia naquele Estado, além de negócios em telecomunicações.


Pela cotação atual a Copel negocia a 0,82 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 82% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


Apesar de não ser um caso de privatização imediata, pois o Estado do Paraná não é um dos que tem maiores problemas financeiros, a nova administração do Estado tem uma visão semelhante à nova equipe do Governo Federal, o que indica melhoras operacionais e, de quebra, ainda temos uma forte pagadora de dividendos, o que a torna ainda mais barata. Por isso acredito que esse preço deve subir, além de termos dividendos generosos a receber.


Gráfico diário de CPLE6: tendência de alta tem tudo pra continuar, ainda barata.

5 – JHSF Part (JHSF3)


A JHSF Participações é uma empresa brasileira que atua nos setores de shopping centers, incorporação imobiliária, hotelaria, gastronomia e, em breve, aeroportos.


Pela cotação atual a JHSF negocia a 0,70 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 70% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


A empresa passou por sérias dificuldades nos últimos anos por um nível de endividamento muito alto e o mercado duvidando da capacidade de execução dos seus projetos, mas parece que isso passou e a empresa já começa a entregar os projetos, como o aeroporto, e até a antecipar pagamento de dívidas. Por tudo isso acredito que esse preço deve subir nos próximos anos refletindo a futura lucratividade da empresa.


Gráfico diário de JHSF3: outra tendência de alta a continuar (gráfico já desatualizado)

6 – Restoque (LLIS3)


A forma mais fácil de apresentar a empresa é dizendo qual suas marcas: Le Lis Blanc, Dudalina, John John, Bobô, Rosa Chá, Individual e Base. Ou seja é uma varejista para classe média alta.


Pela cotação atual a Restoque negocia a 0,57 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 57% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


A empresa adquiriu várias marcas de produtos para classe média alta antes da grande crise, daí deu ruim. Os últimos anos foram realmente desafiantes, mas a empresa sobreviveu. Acredito que a retomada da economia deve ser muito boa para os negócios e que esse preço vai valorizar pelo menos para refletir o patrimônio da empresa.


Gráfico diário de LLIS3: ainda em tendência de baixa, pode-se comprar no suporte, no rompimento da linha de baixa, uma parte em cada, enfim!

7 – Pro Farma (PFRM3)


A Pro Farma é uma das maiores distribuidoras de remédios do Brasil, possui atualmente 9 centro de distribuição em Estados diferentes, sendo 4 totalmente automatizados.


Pela cotação atual a Pro Farma negocia a 0,55 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 55% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


A empresa esteve num esforço de diversificação dos negócios, tentando entrar no varejo com a compra de farmácias, aumentando sensivelmente a alavancagem do negócio. A estratégia não deu muito certo, o que fez com que o preço da ação sofresse bastante nos últimos anos. Apesar disso, tanto pelo ramo de negócio, quanto pela busca por negócios que tenham margem de segurança, acredito que esse preço deva se valorizar nos próximos anos.


Gráfico diário de PFRM3: finalmente testando a linha de tendência de baixa, tem muito a subir ainda, antes de assumir tendência de alta.

8 – Springs Global (SGPS3)


Essa empresa é uma combinação da CTNM no Brasil e a Springs Industries nos Estados Unidos, ela tem um complexo operacional de produtos têxteis para o lar, com marcas como MMartan e Artex.


Pela cotação atual a Springs negocia a 0,45 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 45% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


Sinceramente, desde que a empresa seja lucrativa, o que é o caso da Springs, se ela negociar nesse valor, eu não me importo muito do porque de ela estar nesse preço, a assimetria é tão gritante, que vale a pena ter, desde que o negócio dela não esteja, literalmente, definhando, o que não é o caso da Springs, pelo contrário. É por isso que ela está nessa lista.


Gráfico diário de SGPS3: a subida começou, mas a empresa ainda está barata.

9 – Oi (OIBR4)


Outra empresa que dispensa apresentações, uma das 4 teles que controlam o setor no país, ela tem uma presença nacional relevante e é alvo de aquisição ou fusão de Tim e/ou Claro.

Pela cotação atual a Oi negocia a 0,32 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 32% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


Nesse nível de preço, como eu disse anteriormente, é para atrair qualquer um, meu problema com o caso é que a empresa alcançou um nível de endividamento elevadíssimo, pois possui uma relação promíscua com os bancos e fundos de pensão públicos. Depois de uma diluição brutal da base de acionistas, o próximo gatilho da empresa é a aprovação de um lei no Congresso que pode beneficiá-la, mas isso claramente não é uma prioridade em um momento de crise fiscal aguda.


Sou cético com a empresa também por conta do histórico problemático, do carrego dos problemas do antigo sistema público de telefonia e pela provável diluição ainda maior dos acionistas. Mas achei que merecia estar nessa lista por seu uma empresa muito grande no país e por ser um caso bastante discutido.


Gráfico diário de Oi: de lado a algum tempo, ou compra no suporte, ou espera um rompimento com volume.

10 – Terra Santa (TESA3)


A empresa é relativamente nova e é resultado da união de 3 negócios: a Brasil Ecodiesel, a Maeda Agroindustrial e a Vanguarda Participações. Eles se juntaram para construir um novo modelo de negócios com foco na produção de grãos e fibras.


Pela cotação atual a Terra Santa negocia a 0,38 vezes o valor patrimonial, ou seja, apenas 38% do valor do patrimônio declarado pela empresa.


O negócio não nasceu em boas condições, desde o início o desafio foi ajeitar as finanças da empresa para que ela possa ser uma produtora lucrativa, fazendo com que o mercado ainda tenha muito ceticismo quanto a entrega de resultados positivos, pois a Brasil Ecodiesel foi uma empresa que decepcionou o mercado várias vezes.


Mas como eu disse antes, duas vezes, nesse nível de preço, já começando a entregar avanços no sentido de gerar lucros no futuro, é uma especulação válida.


Gráfico diário de TESA3: mais uma tendência de alta que deve continuar.

Conclusão


Bom, essas são as 10 empresas que selecionei de longa lista de empresas que negociam com p/vp (preço/valor patrimonial) entre 0 e 1.


Por fim, deixa eu te lembrar que é preciso ter uma carteira de ações bem organizada para não ter problemas com os erros que naturalmente cometemos. Então leia também o artigo “Como organizar nossa carteira de ações?”.



Muito obrigado por ler meu texto e boa sorte!

125 visualizações
 

©2018 by Fred Pereira. Proudly created with Wix.com