Buscar
  • fredericopereira191

O que é fundo de investimento?


Esse cara aí é um dos gestores de fundos de investimento mais respeitado do Brasil: Luis Sthhlberger

É um condomínio de investidores, que é dividido em cotas, então cada investidor tem a quantidade de cotas que comprou com o próprio dinheiro.


Exemplificando, imagine que você e seus nove melhores amigos tem R$ 1 milhão de reais cada um, então vocês resolvem aplicar esse dinheiro juntos, pois assim terão acesso a aplicações financeiras diferenciadas, então constituem um fundo de investimento (cada um com 10% das cotas).


O fundo constituído aplicará o dinheiro de vocês e os rendimentos serão refletidos no valor da cota, aumentando ou diminuindo, dependendo do desempenho dos investimentos.


Por que constituir um fundo de investimento?


O primeiro e mais raro motivo já foi apresentado acima, um grupo de amigos endinheirados que se juntam para fazer investimentos juntos.


O segundo motivo não é tão comum, mais acontece com mais frequência, alguém tem mais de R$ 10 milhões em patrimônio, constitui um fundo de investimento exclusivo no intuito de administrar esse patrimônio.


É interessante para essas pessoas porque permite acesso a aplicações financeiras diferenciadas e porque facilita procedimentos como herança e pagamentos de impostos.


O terceiro motivo é o mais comum, profissionais do mercado financeiro constituem fundos de investimento para administrar o capital de clientes.


Os bancos são os principais gestores de fundos de investimento, em qualquer banco que você for tem diversos fundos que os bancos criam para atender a demanda de quem tem dinheiro.


Exemplificando, o Banco do Brasil tem diversas prefeituras como clientes, então criou fundos de investimento para que o dinheiro parado nas contas dessas prefeituras seja aplicado e renda taxas de administração e performance.


Importante entender que no caso mais comum, os fundos de investimentos são produtos financeiros criados por instituições financeiras para prestar um serviço aos clientes.


Como constituir um fundo de investimento?


As pessoas que desejam constituir um fundo de investimento precisam dos serviços de uma corretora de valores, ou de uma distribuidora de valores ou de uma gestora de investimentos.


Essas instituições tem autorização das agencias reguladoras para criar um fundo de investimento, que exige a contratação de diversos outros profissionais certificados: administrador, auditor, gestor, etc.


Como a constituição e a manutenção de um fundo custam dinheiro, a instituição que constituirá o fundo exigirá do investidor, além da documentação, o depósito do dinheiro que será investido.


Por que investir em fundo de investimento?


O mais comum é que investidores procurem por fundos de investimento já constituídos e bem-sucedidos que estão disponíveis nos bancos ou nas gestoras independentes.


É uma opção de investimento para aqueles que não desejam cuidar dos próprios recursos e preferem terceirizar esse serviço a um profissional do mercado.


Além disso, também é útil aplicar em fundos de investimento quando eles oferecem comodidade como liquidez e rentabilidade melhores do que investir diretamente em títulos ou ações.


Tudo depende do seu plano de investimento. Se ainda está começando ou ainda não conhece bem o mercado financeiro. Clique na imagem e saiba mais sobre o meu livro “Guia do Mercado Financeiro”.





Quais os tipos de fundos de investimento?


Os fundos são divididos em categorias, de acordo com os tipos de ativos que são autorizados a negociar nos seus regulamentos.


Pois os gestores são obrigados a respeitar o regulamento do fundo, a fim de que os investidores saibam em que tipo de ativos o fundo investe e os riscos que estão relacionados.


Os tipos são:


1 – Fundos de Renda fixa: aqueles fundos que cumprem a exigência de investir todo o dinheiro em renda fixa, eles podem ser (i) Referenciados DI, (ii) Inflação, (iii) Crédito Privado, (iv) Debêntures Incentivadas.


2 – Fundos Multimercados: que são livres para aplicar em diversos tipos de ativos, tanto de renda fixa, quanto de renda variável, mas diferem de acordo com a estratégia autorizada nos regulamentos, eles podem ser (i) macro, (ii) long&short, (iii) crédito privado, (iv) cambial, (v) multstrategy, entre outros.


3 – Fundos de Ações: que obedecem a exigência de aplicar uma quantidade mínima do dinheiro em ações, também diferem de acordo com as estratégias registradas no regulamento, podem ser (i) investimentos em valor, (ii) long biased, (iii) long&short, entre outros.


Cuidado com as taxas


Por fim, é importante alertar que os rendimentos dos fundos podem diferir demais por causa das taxas de administração e performance cobradas.


Existe uma diferença significativa nas taxas dos fundos de investimento dos bancos e das gestoras independentes, sendo muito mais barata nas últimas.


Compare os fundos antes de investir, atente-se para os históricos de rentabilidade, para os gestores dos fundos e para as taxas cobradas.


Onde investir em fundos de investimento?


No banco em que você tenha conta, a maioria dos bancos tem vários fundos de investimentos disponíveis para os clientes.


Ou melhor, abra conta em uma plataforma de investimentos como a XP, onde são ofertados vários fundos de investimento de diversas gestoras independentes e conte com a ajuda de um assessor para escolher os melhores.


Eu sou assessor de investimentos, se quiser minha ajuda entre em contato: 98 987852325


24 visualizações
 

©2018 by Fred Pereira. Proudly created with Wix.com