Buscar
  • fredericopereira191

O que você precisa saber sobre IMAB11?


O que você precisa saber sobre IMAB11? O ETF de renda fixa do Itaú!

Na semana que passou o Itaú e o Tesouro Nacional lançaram o IMAB11, se você acompanha as notícias do mercado financeiro, não só soube disso como deve ter lido sobre isso. Mas como nosso objetivo aqui é ir além do básico, nesse texto você aprende:


- o que é o IMAB11, um ETF e o IMA-B?

- qual a composição do IMAB11 e como isso se reflete nos preços a mercado?

- quais as vantagens e as desvantagens do IMAB11?

- por que você não deveria comprar IMAB11 no momento e quando você deveria comprar?


Ou seja, a ideia não é apenas apresentar o ativo, mas ir além e discutir se, e quando, vale a pena investir. Vamos lá!


O que é o IMAB11?


É um ETF de renda fixa que replica o IMA-B, faz isso tendo 13 títulos Tesouro IPCA+ (NTN-B) em carteira, antes de vermos essa composição, vamos entender o ativo.


O que é um ETF? É um fundo de investimentos com cotas negociadas em bolsa de valores, semelhantes aos fundos imobiliários.


O que é o IMA-B? É um índice da AMBIMA que busca refletir as oscilações dos títulos públicos federais atrelados à inflação.


Então, definindo o IMAB11 em outras palavras: é um fundo de investimento em renda fixa atrelada a inflação, que busca refletir o índice IMA-B da AMBIMA e tem suas cotas negociadas em bolsa de valores.


Exemplificando, supunha que você quer comprar um ativo que replica o índice Ibovespa (principais ações da bolsa de valores), você pode comprar cotas de fundo de ações que replica o Ibovespa no seu banco ou corretora, mas também pode comprar BOVA11, o ETF que replica o Ibovespa, diretamente na bolsa.


Agora que você já sabe o que é o IMA-B, vejamos a composição da carteira:



Os 13 Tesouro IPCA+ que compõem a carteira e seus percentuais, abaixo de novo!

Na sequência temos:


- Tesouro IPCA+ vencimento 2050 – 16,88%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2022 – 14,71%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2045 – 10,11%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2023 – 8,99%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2035 – 8,24%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2024 – 7,45%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2021 – 7,40%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2020 – 6,29%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2040 – 5,33%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2026 – 4,82%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2055 – 4,58%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2030 – 3,79%

- Tesouro IPCA+ vencimento 2028 – 1,43%


Dessa forma, podemos verificar o histórico de desempenho que o IMAB11 teria nos últimos anos se já existisse, veja no gráfico abaixo:



Rendimento do IMAB (linha verde) contra o CDI (linha azul)

Esse é o gráfico do IMA-B em comparação ao CDI, se você comparar com fundos de renda fixa em inflação, vai perceber que investir no IMA-B é muito semelhante a comprar títulos de inflação ou fundos de renda fixa que compram esses mesmos tipos de títulos, veja na imagem:



O fundo de inflação é a nova linha azul clara

Perceba que o desempenho do IMAB11 seria semelhante ao Fundo de Renda Fixa de Inflação do BNP Paribas.


Enfim, o IMAB11 é um fundo de investimentos que investe em renda fixa atrelada a inflação, semelhante aos fundos de renda fixa que investem nesses mesmo títulos.


Quais as vantagens e as desvantagens de investir em IMAB11?


Vamos começar pelas desvantagens:


- volatilidade sem vencimento: enquanto que você pode ignorar a volatilidade ao comprar direto no Tesouro Direto um título de inflação, por conta que no vencimento você recebe os juros contratados, o IMAB11 não tem vencimento;


- cotação na tela: a maioria dos investidores não fica conferindo o valor das cotas dos fundos em que investe ou dos títulos públicos, já o IMAB11 é negociado em bolsa, a cotação fica disponível e tende a ser bem volátil;


Resumidamente, as desvantagens são as mesmas dos Tesouro IPCA+ e Fundos de Renda Fixa de Inflação, com o agravante de ser negociado em bolsa, o que facilita muito a negociação.


Mas é interessante observar que essas desvantagens afligem mais investidores inexperientes, pois para aqueles com pensamento de longo prazo e consciência dos ciclos de mercado, o produto tem vantagens:


- IR de 15%: ao contrário dos títulos e fundos que estão sobre a tabela regressiva, os últimos com come-cotas, o IMAB11 tem a mesma tributação que as ações, 15% em cima dos lucros, independente do período em que você possuir as cotas;


- Investimento mínimo abaixo de R$ 100,00: as cotas foram negociadas a cerca de R$ 65,00, tão acessível quanto os títulos e muito mais acessível que os fundos;


- Taxa de administração de 0,25%: muito melhor do que nos fundos de renda fixa em inflação e, dependendo de onde você negociar títulos do Tesouro Direto (por causa do spread), mais barato que negociar Tesouro IPCA+, o que faz do IMAB11 a forma mais barata de negociar inflação;


- Não paga IOF: o que faz com que seja ainda mais barato que as outras opções;


Ou seja, para quem já entende como investir em inflação, o IMAB11 é uma ótima notícia, pois se apresenta como uma alternativa mais barata e acessível para aproveitar o “animado” cenário macroeconômico de um país endividado como o nosso.


Como aproveitar os movimentos do IMAB11?


Observe a imagem abaixo:




Ela resume a dinâmica que existe entre as taxas de juros no mercado futuro e os preços dos títulos atrelados à inflação, que pode-se resumir assim:


- quando as taxas de juros no mercado futuro sobem, os preços dos títulos atrelados à inflação caem;

- quando as taxas de juros no mercado futuro caem, os preços dos títulos atrelados à inflação sobem.


Então, na teoria, aproveitar os movimentos do IMAB11 consiste, basicamente, em investir nesse ativo quando a expectativa para as taxas de juros no mercado futuro sejam de baixa.


A segunda opção seria especular na baixa da cotação do IMAB11, especulando que as taxas de juros no mercado futuro entrariam em um alta. Mas essa opção ainda não está disponível, quando estiver comunicarei para vocês neste blog.


Ambas as opções são válidas, desde que se tenha a expectativa correta sobre as taxas de juros no mercado futuro. Mas o bom investidor estará sempre mais propenso a fazer a compra, principalmente depois de ver o próximo gráfico:




Como o IMAB11 ficará sempre reinvestindo os rendimentos nos títulos, ele oscila, mas avança ao longo dos anos, o que faz com que aproveitar os momentos em que as taxas de juros sobem, e os preços caem, para comprar cotas do IMAB11, seja uma boa ideia.


Este não é o caso agora, já que nós tivemos um movimento de baixa nas taxas de juros e alta nos preços que parece ter chegado ao limite, num momento em que as taxas de juros no Brasil são as menores da história.


Enfim, agora você sabe como investir em IMAB11 e sabe que esse não é o melhor momento.


Como investir dinheiro no mercado financeiro?


Pra finalizar, permita-me te convidar para aprofundar seus conhecimentos sobre mercado financeiro, ou melhor, te oferecer meu livro sobre como investir dinheiro no mercado financeiro.


Clique na imagem abaixo, conheça, compre e leia.




Muito obrigado por ler meu texto, um abraço e boa sorte!

67 visualizações
 

©2018 by Fred Pereira. Proudly created with Wix.com