Buscar
  • fredericopereira191

Quanto nossos investimentos devem render?


Ou como atingir riqueza quando ela realmente será necessária?

Se você fizer uma pesquisa com gerentes de bancos, assessores de investimentos, jornalistas e demais profissionais que atuam no mercado financeiro, vai obter diferentes respostas.


Bom, nesse texto pretendo explorar essa questão e terminar definindo uma resposta que entendo ser a mais adequada para investidores comuns, como nós.


Vamos começar definindo os parâmetros, depois façamos algumas projeções e, por fim, façamos as conclusões comparando com resultados de uma lenda do mercado (ou melhor, com a sua opinião).


Os parâmetros


Quanto ao rendimento, vamos simular com os juros atuais e faremos outras duas simulações com valores realistas, para verificar o crescimento do capital e a renda auferida na aposentadoria.


Quanto ao valor, a renda média anual do brasileiro foi de R$ 1.268,00 mensais (baixíssima, triste). Vamos considerar uma aplicação de R$ 126,80 mensais. Que representa 10% da renda média do brasileiro. No final do texto discutimos sobre quanto devemos poupar.


Obs.: se a sua renda for maior (espero que seja, sinceramente), basta dividir o valor pelo utilizado e encontrar o multiplicador, ou seja, as projeções valerão para qualquer valor.


Quanto ao tempo, vamos utilizar um tempo de 35 anos, no meio do caminho entre a média brasileira e a média nos países da OCDE, pois é mais ou menos o mesmo tempo que todo mundo vai passar contribuindo, pelo menos.


Como a maioria das pessoas ainda não poupa ou está endividada, vamos fazer o cálculo sem aplicação inicial, partindo do zero.


As projeções considerando diferentes juros


A primeira projeção é com juros de 6,5% ao ano, que é a taxa do CDI atual. Observe a figura abaixo:



Projeção com juros de 6,5% ao ano, durante 35 anos, aplicação de 126,8 (10% da renda média do brasileiro em 2017


Perceba que o acumulado é R$ 196.371,54. Considerando que os juros médios serão os mesmos, anualmente teríamos uma renda de R$ 12.764,15 que mensalmente dá R$ 1.063,68.


Uma renda um pouco menor do que a renda mensal em vida e, pra piorar, estamos desconsiderando a inflação, sob a qual faremos consideração no final no texto.


Mas, como no Brasil a previdência pública oferece algo mesmo a quem não contribui, esse indíviduo já poderia viver com quase o dobro da renda que teve durante a vida de trabalho.


A segunda projeção considera uma taxa de juros de 200% do CDI, ou seja o dobro. Vejamos o gráfico:



Projeção com 13% ao ano durante 35 anos, com aplicação de 126,8 por mês, que é 10% da renda média do brasileiro em 2017


Perceba que o valor acumulado seria de R$ 869.809,59. Muito maior do que o auferido anteriormente. Considerando a manutenção da rentabilidade teríamos uma renda anual média de R$ 113.075,24 ou uma renda mensal média de R$ 9.422,93.


Uma renda muito maior do que a renda média em vida, muito maior do que a auferida com a metade do rendimento. Você se espantou com a diferença? Pois é!


A rentabilidade dos seus investimentos faz total diferença na renda que você conseguirá auferir no futuro, é fundamental cuidar dessa questão dos rendimentos anuais médios.


O que você acabou de ver é relativamente conhecido: o poder dos juros compostos!


Quanto é realmente necessário investir da renda média?


Essa é outra questão muito debatida, mas você acabou de ver um exemplo esclarecedor, meros 10% da renda mensal podem fazer com que uma pessoa de renda baixa tenha uma renda muito maior na aposentadoria, desde que os investimentos sejam realmente rentáveis.


No livro “O milionário mora ao lado”, de Stanley e Danko (link para o livro), os autores compartilham os resultados de várias pesquisas feitas para identificar o perfil das pessoas que poupam bastante durante a vida, a ponto de ficar milionárias.


O livro apresenta o perfil da maioria dos milionários norte americanos e a média encontrada entre essas pessoas é de 15% da renda, ou seja, 5% a mais do que o exemplo que utilizei.


Perceba que é uma média, alguns tem renda alta e poupam menos, outros tem renda muito menor, mas poupam muito. O importante aqui é perceber que um valor entre 10 e 15%, que não é muita coisa, é o suficiente.


É possível conseguir rendimentos de 13% anuais?


Mais importante do que isso, vejamos a projeção para apenas 10% anual de rendimentos:


Projeção com 10% de rendimento durante 35 anos, aplicação de 126,8 que representa 10% da renda média do brasileiro em 2017

Perceba que o valor acumulado é R$ 434.374,96. Muito menor do que o exemplo anterior, certo? Mas, considerando a mesma rentabilidade, a renda anual média ainda é de R$ 43.437,50 e a renda média mensal ainda é de R$ 3.620,80.


O que, convenhamos, ainda é excelente; é 3 vezes o valor da renda do investidor enquanto estava poupando. Ou seja, qualquer rendimento entre 10 e 13% ao ano é um bom rendimento para o investidor!


O que nos leva à questão, é possível? Muitos vão te dizer que não, mas leia a seguinte afirmação:


“Então, pode ser que cumpramos nossa meta declarada – estar acima da média – com ganhos que fiquem significativamente abaixo de 15%”.


Essa afirmação é de Warren Buffett, o mega investidor que construiu um patrimônio gigantesco investindo em ações ao longo de décadas. Quase todo mundo conhece a sua história.


Ele tem um rendimento anual médio de cerca de 25% ao ano, mas sua expectativa é abaixo de 15%, será que não é possível para um investidor comum fazer meros 10%?


Esse texto é pra te dizer que sim. Que um rendimento anual médio de 10% ao ano é o suficiente para que você acumule um bom valor para sua aposentadoria e que isso é perfeitamente possível.


Como obter esses rendimentos?


Você precisa investir em ativos que tenham valor e que te protejam da inflação, basicamente ações e fundos imobiliários, e tem que compra-los baratos. Então aqui vão duas dicas.


Primeiro, comece a aprender logo sobre mercado financeiro e como investir dinheiro, leia meu livro “Guia do Mercado Financeiro no Brasil”, clicando na imagem abaixo:



Segundo, escrevi um livro com a minha metodologia para escolher os fundos imobiliários mais seguros e rentáveis, clique na imagem abaixo para conhecer e comprar:



Obrigado por ler meu texto e boa sorte!

19 visualizações1 comentário
 

©2018 by Fred Pereira. Proudly created with Wix.com