Buscar
  • fredericopereira191

Trava de alta com call ou financiamento


O touro de Wall Street, a operação em questão é o Bull Call Spread

A trava de alta com call ou financiamento, ou bull call spread, é uma operação com opções em que compra-se uma opção de compra (call) e vende-se outra com preço de exercício (strike) maior, ambas do mesmo vencimento, ficando com um resultado travado pela diferença entre os strikes.


Por exemplo, opções de Vale, se você comprar 1.000 calls com exercício a R$ 52 e vender 1.000 calls com exercício a R$ 54, então você terá o direito de comprar Vale a R$ 52 e a obrigação de vender Vale a R$ 54 no vencimento, ficando assim travado nessa diferença de R$ 2.000,00 [54-52(x1000)].


Retorno / risco


O retorno máximo da operação está limitado à diferença dos strikes, no nosso exemplo foi de R$ 2.000,00. O risco máximo também está limitado, é o que foi pago para montar a operação. Observe no gráfico como fica:


Gráfico ilustrando resultado de uma trava de alta com call

Importante entender o que acontece se o preço variar além dos preços em que você está travado.


Retorno: se o preço passar dos R$54 pra cima, você não aproveitará a subida, pois tem a obrigação de vender a R$ 54 e o preço das opções irá para o vencimento refletindo o prejuízo dessa posição (quem comprou de você vai exercer o direito de compra), em detrimento da valorização da compra que você tem nos R$ 52, a qual te dá o direito de compra a R$ 52.


Risco: o mesmo acontece se o preço cair abaixo dos R$ 52, pois apesar da sua call nos R$ 52 perder todo o valor, você vai absorver tudo o que recebeu (prêmio) da venda a R$ 54, já que nenhuma das opções seja exercida (já que o comprador não vai querer exercer o direito de compra a R$ 54), o que implica no risco máximo ser o custo para montar essa operação.


Tipos de trava de alta ou financiamento


Mais claro impossível, segue a explicação abaixo.

Dentro, no ou fora do dinheiro; as diferenças são operacionais.


a) Dentro do dinheiro (ITM): quando a trava de alta é montada com strikes abaixo do valor atual do ativo, no nosso exemplo, seria montar com o preço de Vale a R$ 54 ou menos, isso permitiria a tranquilidade de o tempo passar e a ação nem precisar subir, até cair pouco. A assimetria de resultados é desfavorável, o retorno é sempre bem menor que o risco na operação, o que exige que você acerte muito, erros custam muito caro.


b) No dinheiro (ATM): quando a trava de alta é montada com strikes no dinheiro, no nosso exemplo, seria montar com o preço de Vale a R$ 54 ou muito próximo, fazendo com que fosse necessário que o preço subisse, mesmo que pouco, para gerar lucro. A assimetria de resultados é levemente favorável, o retorno é maior que o risco na operação, mas não muito, mesmo assim você não pode errar muito.


c) Fora do dinheiro (OTM): quando a trava de alta é montada com strikes fora do dinheiro, no nosso exemplo, seria montar com o preço de Vale a R$56 ou mais, fazendo com que fosse necessário uma alta forte nos preços, para que a operação gerasse lucro. A assimetria de resultados é bem favorável, o retorno é bem maior que o risco nas operação, mas os erros serão muitos, o que vai afetar seu psicológico, se os acertos não aparecerem o suficiente, você terá prejuízos.


Operando travas de alta ou financiamento


Como qualquer operação de curto prazo no mercado, o sucesso da ferramenta depende muito da criatividade e capacidade de antecipação do operador, mas aqui vão duas ideias de como elas podem ser usadas.


Aproveitando a tendência. Eventualmente temos ativos com liquidez nas opções que tem boas perspectivas de continuar em tendência de alta, mas não temo mais dinheiro para compra-los, ou queremos fazer isso com pouco dinheiro, essa é uma boa situação para montar travas de alta. Observe o gráfico.


BOVA11 em tendência de alta

Nessa situação é uma boa ideia ir fazendo travas de alta quando o ativo retorna às médias e começa a subir, é bom fazer de um vencimento pro outro e travando no dinheiro, pra pegar uma assimetria melhor (custo mais baixo) e dar tempo para o ativo continuar a tendência de alta, pois se isso acontecer, travas de alta no dinheiro terão bons níveis de acerto e você aproveitará a assimetria de resultados favorável que a operação lhe dará.


Financiar a boas taxas. Eventualmente, com o vencimento se aproximando (10 dias úteis ou menos), é possível fazer travas de alta dentro do dinheiro com boas “taxas”, fazendo com que não seja necessário uma alta até o vencimento, até aceitar uma queda pequena.


Atente-se para 3 pontos se quiser fazer: (i) não faça com ativo muito volátil ou em vias de sair notícias importantes, como resultados, por exemplo, pois você estará vendendo volatilidade; (ii) você precisará levar para o vencimento, então antes de fazer assegure-se que suas taxas sejam baixas, pois elas podem “comer” todo seu lucro; e (iii) lembre-se que a assimetria de resultados lhe é desfavorável, você precisa acertar o máximo possível, erros podem custar muito caro.


Trava de alta com call ou financiamento


Essa é a primeira e uma das mais simples operações com opções que você pode aprender, em breve postarei mais operações aqui no blog.


Antes de começar a operar opções, entenda bem o risco que estará correndo, ele pode ser muito maior do que diretamente em ações, ou pode ser muito menor, desde que você saiba o que está fazendo.


Quando começar, comece pequeno e com operações bem simples. Essa operação que você aprendeu nesse texto é uma das ideais para começar.


Se quiser investir melhor, fale comigo (clique aqui), muito obrigado por ler meu texto e boa sorte!

16 visualizações
 

©2018 by Fred Pereira. Proudly created with Wix.com